Testes de personalidade são realmente efetivos para a seleção de colaboradores?

Em um mercado extremamente competitivo, em que as organizações estão, cada vez mais, disputando bons profissionais, realizar somente um perfil técnico para a seleção de colaboradores já não é mais suficiente para diferenciar um candidato, com alto desempenho, dos demais.

Dessa forma, os testes de personalidade têm conquistado relevância para a área de RH, pois fornecem dados, cada vez mais completos e assertivos.

Uma má contratação pode trazer sérios prejuízos à organização, que vão desde os financeiros, com os custos de uma nova contratação, ao clima organizacional, que é prejudicado com o alto nível de absenteísmo e tunover.

A contratação deve ser assertiva, a fim de facilitar o tempo de adaptação do profissional ao novo cargo e extrair o melhor de cada profissional para o cargo exigido.

Como realizar testes de personalidade?

Identificar características na personalidade, que definam o perfil comportamental e profissional de um candidato não é uma tarefa fácil, nem mesmo para profissionais atuantes na área.

Se o autoconhecimento é algo que exige preparo, imagine identificar traços da personalidade em uma pessoa desconhecida, somente com alguns minutos de conversa em uma entrevista? A boa notícia, é que existem recursos que podem ser de grande ajuda nesse processo.

Atualmente, existem ferramentas para avaliação de personalidade e comportamento, disponíveis em softwares e desenvolvidos com base em estudos psicológicos, que oferecem alta qualidade psicométrica, fornecendo dados precisos, fundamentais para os gestores e profissionais de RH. Dessa forma, é possível selecionar o candidato ideal para o cargo ideal.

E não é só no processo de seleção de candidatos que esses testes de personalidade são úteis. Eles também facilitam a tomada de decisão no remanejamento de pessoal, na elaboração do plano de carreira e na retenção de talentos na organização.

No entanto, antes de implantar uma ferramenta de avaliação de personalidade na sua empresa, é preciso estar atento a algumas questões:

1.    Escolha uma ferramenta confiável

Existem diversos sites, disponíveis na internet, que prometem oferecer uma avaliação de personalidade online. No entanto, é preciso ter cautela antes de utilizar qualquer ferramenta. Muitas não são confiáveis e podem trazer o resultado oposto ao esperado. Prefira as opções que sejam reconhecidas e certificadas, e que sejam desenvolvidas por profissionais habilitados.

2.    Tenha em mente o perfil adequado ao cargo

Para analisar se o perfil do candidato é aderente à vaga, é de extrema importância entender as habilidades e competências que o cargo exige, bem como as características que o candidato deve apresentar para suprir as exigências da vaga.

3.    Cruze as informações

Os testes para avaliação de personalidade oferecem diversos indicadores, voltados aos impactos da personalidade do candidato no ambiente corporativo. Os gestores devem utilizar essas informações valiosas e cruzá-las com as habilidades técnicas do candidato e as exigências do cargo em si, a fim de realizar a melhor escolha.

E então, o que achou das dicas? Percebeu como os testes de personalidade contribuem para a gestão estratégica de pessoas? Se você ainda não se sente seguro para aplicá-los, entre em contato com a gente e conheça nossas soluções em consultoria empresarial!

Aula de Empreendedorismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.