Humano industrial X Humano digital

Vou começar falando o seguinte clichê: ” o mundo mudou”. Aliás, essa é a tônica do post. Mudou sim! E como diz o futurista Thiago Mattos, a verdade é que tem software digital rodando em uma sociedade com hardware industrial. O que significa isso?

 

 

Significa, que muitos ainda enxergam um mundo hierarquizado, onde uns valem mais do que os outros. Dentro da sua empresa, dentro do seu negócio, dentro de você!

Quando eu falo sobre uma sociedade industrial, me refiro ao pensamento de olhar para o próximo como aquele que deve fazer uma única atividade repetidamente e dentro de uma divisão. Aliás, quanto mais ele fizer, melhor vai ficar e maior será o lucro da empresa.

Internamente eu sempre questionei isso, porque precisamos ser uma única coisa? Ser isso ou aquilo? Por que preciso de um título para ter valor? Por que essa é a métrica? Se eu sou humano, a minha própria natureza já me oferece ser muitas coisas ao mesmo tempo.

Há um ano, meu marido deixou a multinacional em que trabalhava para criar um negócio próprio. Nos primeiros momentos da sua nova jornada ele só se via fazendo a mesma coisa. Levou alguns meses para perceber que tinha outras habilidades tão boas quanto as que já exercia. Hoje ele executa funções que nem imaginava que podia.

 

 

Por isso, o Humano Digital é multidisciplinar e tem capacidade de fazer várias tarefas diferentes que exigem skills, para realizar funções e que produzem resultados melhores. Tudo isso gera novidade e faz o mundo girar.

E ai, dentro do seu negócio você é um humano digital  que empodera outros humanos a realizarem diferentes atividades ou incentiva a linearidade, repetição, segmentação e previsibilidade?

Que tal, começar hoje a partilhar sua consciência empreendedora e humana com aqueles que ainda não a possuem? Que tal incentivar a construção da multidisciplinaridade que acelera seres humanos e o mundo?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.