A temida hora de falar o preço

E aí você fez tudo certinho: conseguiu atrair o cliente, fez ligação fria, agendou a reunião, falou bem, levantou a oportunidade e na hora de falar de valores e apresentar sua proposta para negociar…

Perde a linha de raciocínio, gagueja, voz fica trêmula, fala demais ou de menos, ou fala coisas desconexas e milhares de pensamentos críticos te assaltam. Estas coisas fazem você pensar: o cliente vai achar caro! Ele não vai poder pagar! Será que realmente esse cliente está interessado? Será que eu vou dar conta? Será que meu produto vale isso? Será que meu serviço é tão bom assim? E por aí vai. O próprio retrato do desastre!

Lembra de uma coisa a partir de hoje: somos espelhos! Se você fizer tudo certinho, mas na hora de falar e negociar o preço você transparecer insegurança, seu cliente vai perceber. Não tem jeito! Você compraria algo de alguém que não sente segurança? As chances de ter uma negociação bem sucedida se reduzem a quase zero, pois o vínculo de confiança que você trabalhou tanto pra construir, foi esmagado pela sua insegurança. Para eliminar isso e se sair bem nas negociações, a partir de agora vou dividir um segredo que sempre deu muito certo e que eu uso todos os dias.

Você precisa ter uma proposta bem formatada, ter seus diferenciais na ponta da língua e saber quais os entregáveis e benefícios únicos que o cliente vai ter com você. Precisa transmitir isso com confiança, naturalidade e empoderamento. Isso precisa correr em suas veias!

Depois que isso for uma verdade absoluta pra você, treine bastante a seguinte técnica:
1. Apresente seus diferenciais;
2. Fale do preço, já com a forma de pagamento possível ou que você deseja;
3. Conclua a apresentação reforçando principais benefícios e resultados que o cliente vai ter.

Pronto! Esta sequência elimina aquele silêncio constrangedor que talvez você fique depois que fala de valores. Desta forma o cliente foca nos diferenciais e resultados ao invés do preço. Você se empodera e reforça, pra você mesmo, o quanto o seu preço é na verdade um investimento para o cliente. Você vai transformar insegurança em confiança e o medo vira resultado.

Agora, pra isso dar certo, você precisa se arriscar. Fazer, fazer e fazer muito o que precisa ser feito! Falar com clientes e levar o maior número deles para o estágio de negociação. Treinar, treinar e ir pra prática!

Vender é fácil! É contagiante! É apaixonante! Confia!

Comenta aqui embaixo e compartilha pra geral (como se diz no RJ). Talvez seus amigos também precisam saber disso. Afivelem os cintos! Vamos subir e vamos juntos!

Aula aberta Gente que Vende

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.