4 mitos que têm barrado o desenvolvimento da sua carreira como advogado

Hey! Você é um advogado ou conhece algum advogado? Então precisa parar agora e avaliar o que você está perdendo na capacidade de desenvolver sua carreira e ter mais resultados.

Após 5 anos de formação, centenas de horas de estudo e dedicação, a necessidade constante de atualização devido aos novos cenários que surgem diariamente, você se depara com as dúvidas, dificuldades e barreiras para seguir no mundo jurídico e ser um profissional bem sucedido na área do direito.

desenvolvimento da sua carreiraComo se não fosse suficiente todos esses fatores, a concorrência está cada vez acirrada. Estima-se que, atualmente no Brasil, já existam mais de 1 milhão de advogados.

O aumento expressivo da oferta de serviços advocatícios traz consequências severas pois, parte destes profissionais, além de defasagem técnica, acabam trabalhando com preços altamente agressivos, desvalorizando o trabalho e os honorários que deveriam ser praticados, afetando a credibilidade dos demais.

A grande oferta de serviços somada a falta de orientação do cliente, que muita das vezes acaba usando como critério de escolha apenas a variável “preço”, faz com que o mercado jurídico possa se tornar um grande oceano vermelho e sangrento: todos estão disputando o mesmo espaço e as mesmas possibilidades de sobrevivência, e a canibalização se torna a única saída.

Para sair deste oceano vermelho, você precisa construir um oceano azul e tranquilo, onde navegue com tranquilidade e quase total exclusividade.  Para isso, você precisa derrubar esses 4 mitos que talvez estejam te barrando.

desenvolvimento da sua carreira

 

  1. Preço baixo = mais clientes.

Está aí um grande erro. Baixar o seu preço significa que você estará se igualando a centenas de profissionais ou escritórios que competem exclusivamente por preço. Aqui, as variáveis como qualidade técnica, nicho, atendimento, compromisso com resultados, entre outras, ficam de fora.

Se eu competir pelo preço, sempre terá alguém que fará um preço menor que o meu, logo, eu sempre terei que baixar cada vez mais. Sempre estarei perdendo oportunidades. Esse é um caminho muito perigoso.

 Para sair desta competição interminável, o seu posicionamento se torna um fator muito importante para garantir que a percepção do cliente seja altamente positiva e distante dessa concorrência desleal.

Um bom posicionamento envolve a sua qualidade técnica para um nicho específico de mercado, seja empresa ou pessoa física. Quanto mais especializado você for, mais irá conhecer as dores e problemas do seus clientes e isso fará com que você seja muito preciso em seus argumentos e conteúdo, garantindo que você tenha autoridade em seu nicho.

Assim, você se tornará uma referência cada vez mais forte no que faz. Deixar de ser avaliado pelo preço e, inclusive, aumentar o seu preço: sim! É possível!

 

  1. Advogado é um cargo ou atividade técnica:

As pessoas falam isso o tempo todo. Ser Advogado é ser visto com um certo status. Mas o seu desempenho está ligado diretamente aos seus clientes. Sejam estes pessoa física ou jurídica, seus clientes são pessoas.

E se sua atuação for pura e simplesmente técnica, sua conexão com seu cliente será frágil.  Aqui a capacidade de relacionamento e conexão humana é primordial para que você seja bem-vindo e tenha relações comerciais de longo prazo.

Foi-se o tempo em que os clientes iam até você. Hoje, você precisa se posicionar e estar acessível aos seus clientes.

 

  1. Saber vender e negociar não é pra mim.

A maioria dos advogados acaba caindo nesta grande cilada. Vender muita das vezes é visto como algo pejorativo, depreciativo e inferior. Mas afinal, se você não se expor e tiver uma alta capacidade de vender seu trabalho, como irá se destacar?

Seja trabalhando em um grande escritório ou no seu próprio escritório, quem será promovido ou ganhará mais clientes não é só aquele profissional que for capaz de entregar resultados, mas também, for capaz de comunicar isso de forma consistente e segura.

Você pode até ser melhor qualificado tecnicamente, mas se não conseguir se posicionar, vender e negociar bem, estará sempre entregando nas mãos de terceiros a avaliação sobre a valorização do seu trabalho.

Muita gente acredita que vender é para os extrovertidos e negociar é para perfis mais dominantes e agressivos. E isso  não é verdade. Independente do seu perfil, se você tem características mais extrovertidas ou não, você pode e deve desenvolver habilidades que favoreçam sua interação com seus clientes e a valorização do seu trabalho.

 

  1. Advogados são formais.

Essa já foi uma verdade e, em alguns casos, ainda precisa ser avaliado. Mas o ponto aqui é a sua capacidade de comunicação. Durante muito tempo os profissionais das área jurídicas se comunicavam e se comportavam com padrões pré-formatados.

Acontece que o mercado mudou, o conflito de gerações está aí, a forma como as pessoas consomem informações também e, principalmente, a forma como as pessoas se comunicam.

Além de entender do seu cargo e tecnicamente do que faz, você precisa entender de pessoas. Se comunicar e se conectar muito bem com gente.  Aliás, avalie se os termos “juridiquês” que você está bem habituado a utilizar  não estão te afastando do seus clientes, principalmente se seus clientes forem da geração Y em diante.

Ser competente não tem nada a ver com ser altamente formal e engessado. Avalie sua capacidade de flexibilizar sua comunicação para que consiga se comunicar de forma mais assertiva, dependendo do perfil e necessidades dos seus interlocutores.

A grande verdade é que somente habilidades jurídicas não farão de você um grande e reconhecido advogado. Para ser um grande advogado, você precisará constantemente se desenvolver em habilidades que não são comuns para a maioria dos profissionais porém, são fundamentais para os profissionais de sucesso.

 

desenvolvimento da sua carreira

 

E aí? Conta pra gente, aqui nos comentários, quais desses mitos estavam te barrando até hoje.

Conta com  a gente para adquirir conhecimento e ferramentas para não ser mais afetado por essas barreiras. Afinal de contas, depois de tanto empenho e dedicação para ser o profissional que você é hoje, você merece!

Vamos juntos!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.