Como superar as dificuldades em construir uma carreira como advogado?

São 5 anos de intensos estudos e muita entrega. Seja por paixão, imposição, sonho ou concretização de uma meta pessoal, construir uma carreira como advogado foi alvo de grande parte do seu empenho durante um bom tempo de sua trajetória.

E depois de conquistar a tão sonhada ordem, chega o momento de desbravar o novo ciclo e se consolidar no mercado. E é ai, que muitos ficam pelo caminho.  As dificuldades se apresentam de forma impiedosa e constante.

Estar pronto para lidar com todos os desafios iniciais e conquistar o reconhecimento do mercado se torna, então, uma tarefa cada vez mais difícil.

Confira abaixo 3 principais dificuldades que a maioria dos advogados enfrentam e algumas dicas valiosas sobre como ultrapassar essas barreiras.

  1. Falta de experiência e networking para iniciar uma carreira.

Para quem está iniciando na carreira ou em uma especialidade, a falta de experiência pode ser um grande dificultador.

Além disso, a pequena ou inexpressiva rede de contatos limita ainda mais sua possibilidade de crescimento.  Para isso, vale a pena construir de forma clara o seu foco, e buscar expandir seus contatos com pessoas que possam lhe ajudar nessa inserção ao mercado ou com possíveis clientes.

Participar de eventos e ter sempre uma excelente forma de se apresentar, também pode contar muito. Tenha sempre cartão de visita em mãos e treine sua apresentação. Saber se apresentar de forma segura e contundente pode ser um grande diferencial na hora de abrir portas.

  1. Dilema entre trabalhar em um grande escritório ou abrir seu próprio escritório.

Ambos os casos apresentam suas vantagens e desvantagens. Trabalhar em um escritório pode lhe render tranquilidade e uma certa sensação de estabilidade devido ao salário e aos processos de trabalho já pré-formatados.

Mas também pode ser um limitador, quando você comparar com a realidade de que no seu próprio escritório poderá se especializar no que quiser e também ter autonomia de decisão sobre a melhor forma de conduzir as coisas.

Para sair desse dilema, faça uma lista de quais são suas prioridades de curto, médio e longo prazo. Avalie oportunidade de crescimento, remuneração, capacidade e autonomia de decisão, networking, aprendizado, inovação e mais o que lhe parecer relevante e compare qual alternativa parece se encaixar melhor com suas metas.

  1. Se enxergar como protagonista do seu negócio.

Neste ponto não importa se você está em um escritório ou trabalha no seu próprio escritório. A questão aqui é: se você não se enxergar como um protagonista e empreendedor seja da sua carreira ou do seu negócio, a chance de você crescer estará quase nula.

Ter uma visão ampliada sobre gestão, pessoas, tecnologia e vendas, se tornam obrigações de qualquer profissional nos dias atuais. Pensando no universo jurídico, essas necessidades crescem ainda mais, pois o constante crescimento da concorrência afeta diretamente a percepção de valor dos clientes sobre a sua prestação de serviço e os seus diferencias precisam estar cada vez mais trabalhados e evidentes.

Saber se vender e se posicionar é uma habilidade fundamental nos dias de hoje. E queremos te ajudar a alcançar seus objetivos, independente do nível de dificuldade que você enfrentou ou está enfrentando. E por isso criamos um curso onde você aprenderá o que a faculdade e outros cursos técnicos não te ensinaram: negociar, se posicionar, vender, valorizar o seu trabalho de forma precisa e estratégica.

Siga firme com seu propósito e faça valer a pena todo o seu esforço e dedicação.

Aula aberta Gente que Vende

Conta com a gente nessa jornada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.